23.11.15

um ano de jejum

Estive um ano sem vir aqui.
Uma espécie de abandono consciente, ponderado, estudado.
A ausência da escrita não implica um vazio de pensamento. Antes pelo contrário.
As coisas levam o seu tempo.
O Martim cresceu um ano. O Flash engordou um ano. Eu envelheci um ano. (sem engordar).
Mas o silêncio das palavras escritas é nutritivo; assim como as saudades enchem o peito de ar.
Sinto falta de escrever.
Assim, devagar, irei recomeçar.
até já :)