27.2.13

Neste momento sou uma hipopótama feliz, com os pés de molho!

26.2.13

o guardanapo

 
Há muito que não me dedicava ao tema que dá o nome e juz a este cantinho: o açúcar!
Pois que agora já passou todo o enjoo do Natal, chega uma das épocas do ano mais alarvantes e doceiramente ricas para mim: a Páscoa!
Adoro dedicar-me a comer ovos da Páscoa e pricipalmente, e sobretudo, amêndoas.
As amêndoas tipo Milão, as minhas favoritas, como já não é segredo para os meus leitores, já chegaram às montras das pastelarias lisboetas.
É só descer a Rua do Loreto e contemplá-las todas juntinhas e lustrosas, nos seus pacotinhos transparentes com laçarote em fita de embrulho.
Oh doce visão!
Ainda assim, não bastasse as amêndoas (não comprei nenhum... ainda), estes dias resolvi estrear-me na busca do melhor bolo "guardanapo", aquele quadrado de pão de ló com recheio de ovo, salpicado de açúcar. Claramente encontrei um vencedor, aqui numa Pastelaria perto de casa, numa feliz coincidência de ser uma Pastelaria em que quase nunca entrei. O pão de ló fofinho e suave, o recheio de ovo perfeito e sem aquele sabor de corante tipo creme de pasteleiro em pó.
E então o óscar do melhor guardanapo vai para a Pastelaria Orion! E ainda vai outro prémio por ainda fazer aqueles papéis de embrulho que dizem "Servimos para casamentos e baptizados". Uma maravilha em pleno século 21, ano de 2013, em que eu acho que praticamente ninguém produz o lanche para o casamento ou baptizado numa Pastelaria, mas que é bonito de se ver é!
 
 
(queriam um foto do guardanapo não era? pois era, também eu quis tirar uma foto, mas não cheguei a tempo... o M. devorou o bolo antes de mim ; ))



 


25.2.13

 
 
 
Em jeito de interrupção do tema pré natal, esqueci-me de vos relatar o casamento que tive no Ritz em Lisboa, aqui ilustrado pelas fotos "by me", tiradas com o telemovel, é certo.
Só posso dizer que o que é clássico e bonito, é sempre clássico e bonito em qualquer momento e sítio do universo. O Hotel é lindo de morrer. Ontem, hoje e amanhã. O eternamente bonito é tão difícil de conseguir, quão simples e linear é a sua expressão - como este vão de escadas (que subi e desci várias vezes a caminho da casa de banho, como imaginam...).
 
No fim da noite, ou talvez foi mesmo quando a animação começou, eu feita Cinderela com sapatos de sapo e perímetro de abóbora tive de me salvar de um táxi e corri para o sofá de casa, de pijama e pantufas.
Num último relance, passei pela sala/ Hall do Hotel, que só confirma o que sempre suspeitei deste lugar.... an expensive way to find eternal simplicity!
 
 
 


22.2.13

o quarto do M. já tem um canto africano!


...é a única capa do Tintin em África, sabemos bem que hoje em dia uma aventura "au Congo" seria tudo menos divertida, mas o poster é bem giro!

20.2.13

i'm a hippopotamus


Eu que, como sabeis, sou uma apaixonada pela natureza e pelos animais, comparo-me com uma autêntica fêmea de hipopótamo neste estado avançado de gestação em que me encontro.
De praticamente 36 semanas, estou um cilindro com duas pernas, sendo que há algum tempo que não tenho qualquer visão dos meus membros inferiores, apenas uns pezinhos de base quadrada e larga e uns tornozelos como os de um hipopótamo.
Rebolo-me, não tenho qualquer capacidade de me dobrar. Sonho com banhos de imersão, assim como o hipopótamo vive para estar dentro de água. Sentir esta barriga a flutuar seria estar nas nuvens, sendo que como não tenho banheira em casa, fico-me pelo sofá.
Perdi a capacidade de chegar aos meus pés; não os lavo, não os seco, não corto as unhas, não uso sapatos com atacadores, não quero saber.
Não chego ao prato, se estou a comer de tabuleiro no sofá, e não chego ao lava loiças na cozinha.
Não apanho coisas do chão, ficam lá até alguém as apanhar.
Não tenho agilidade para me sentar ou levantar.
Não respiro bem, apesar de arrotar como um homem.
O cérebro de um hipopótamo funciona melhor do que o meu, e a quantidade de comida que ingiro, nestes últimos dias, mais parece que tenho um hipopótamo dentro de mim.
Subo três andares de escadas e páro 10 vezes, assim como um hipopótamo numa aula de aeróbica.
Ressono, bocejo e faço tanto xixi como um hipopótamo.
Digamos que não me estou a queixar, mas admiro aquelas mulheres que acham que estar grávida é um estado de graça.
Para mim seria mas no Quénia, dentro do Rio Mara, com o corpinho e a cabeça dentro de água o dia todo. Só se safam as orelhinhas.


19.2.13

10 coisas


10 COISAS DE QUE GOSTO MUITO

1 - de escrever

2 - de uma cozinha cheia de mulheres e azáfama

3 – do cheiro de uma boa pastelaria

4 – de dançar

5 – do sentido de humor bem apurado

6 - de mãos bonitas

7 – das andorinhas na Primavera

8 – do Guincho

9 - de Lisboa

10 - de África


10 COISAS DE QUE NÃO GOSTO NADA

1 - de lulas

2 - de ter os pés grandes (41)

3 – da falta de pontualidade

4 - do vento

5 - de me esquecer dos sonhos

6 – do arrependimento

7- de começar a ler um livro e perceber logo que não vou gostar

8 - de costura

9 – do barulho de um balão a rebentar

10 - de quem mal trata os bichos
Este foi um desafio da Macaca!
Que é como quem diz, "passa a outro e não ao mesmo"...
façam vocês também, é divertido : )

17.2.13

um chuveiro de bebé!!

 
 
Há certas coisas para as quais os americanos acertam.
Uma delas foi ter inventado esta cena do Baby shower.
Nunca tinha ído a nenhum e a maioria das minhas amigas e organizadoras desta autêntica desbunda pré-natal também não.
Mas o meu foi o melhor, de certeza!
Senti-me uma noiva na sua despedida de solteira! Só mulherio, galinhas todas juntas a falar ao mesmo tempo, mas desta vez com mais anos em cima, mais vida e muito mais humor... a idade fica-nos bem.
Rimos às gargalhadas e também houve emoção e lágrima no olho. Comemos e bebemos como umas senhoras à séria, partilhamos conselhos e experiências de mulheres e mães, e ainda se encheu o carro de presentes para o M.!
Quando cheguei a casa estava podre de cansada, como se fosse uma criança no fim da sua festa de anos, mas de alma e coração cheios!
Disse-o ontem, e hoje repito, as melhores amigas do mundo são as minhas e não há coisa mais valiosa e preciosa na nossa vida do que isso :)
 

14.2.13

my valentine!

 
São as coisas que dou a mim mesma, ou por outra, a partir de agora posso dizer que é o meu filho que me dá! : )
Como gosto de levar à letra os ditados do povo, e em casa de ferreiro espeto de pau, eu ainda não tinha começado o meu caderno "Um dia | Uma palavra" da Lifestories, aliás, eu nem sequer tinha um caderno em casa, na verdade.
Já o tenho e segue directamente para a mala da maternidade, para começar no dia 1, o primeiro dia em que sou oficialmente Mãe.
Além disso, e porque sempre tive a mania de associar momentos a cheiros, apeteceu-me um cheiro novo, porque os momentos que se avizinham são novos. Vai daí juntei ao caderno este cheiro "Dahlia Noir" da Ginvenchy, que é bom que se farta, e o frasco lindo de morrer.
(além de que também me cheira que não me safo com o Valentim sénior... a ver...)

13.2.13

A ronha canina...


 
Confirma-se que existe!
Acordam os Alfas, abrem-se as portadas, tudo a organizar-se para ir tomar banho, comer pequeno almoço etc, e este senhor de quatro patas, nestes preparos...
(adoro a patinha cruzada, em jeito de "deixa-me ficar mais um bocadinho")
 

12.2.13

previsões...

Já ouvi por aí dizer que este é o ano do signo Peixes.
Ou seja, é o ano do M., pois se tudo correr como previsto nasce em Março e será Peixes.
Também já vi na televisão os chineses a festejar a entrada no ano da Serpente, que é o meu signo chinês.
Ora, temos aqui uma dupla claramente vencedora! 
(quanto ao Pai, Balança, não sei grande coisa, mas desde que o Benfica seja campeão, temos pela certa um 2013 para cima de espectacular!)

7.2.13

Um caminho de cabras...


...é como está o "nosso" Adamastor!
dizem que daqui a 4 meses vai ficar um Miradouro todo bonito, lisinho, em pedra, cheio de espaço livre, sem carros, etc... acho tudo óptimo, mas não deixo de ter pena do velho montinho de relva que sustentava a estátua, e que o trânsito está caótico para quem é morador, está.
Mas, a Primavera traz um novo Miradouro, é o que é!

6.2.13

entre centenas de emails a responder, aulas de preparação, ecografias, mudança de escritório (o quarto do M. destronou-me profissionalmente), regresso do Pc e instalação de programas, impressora desconfigurada, mais emails da Lifestories, fazer sopa de alho francês, fazer máquinas de roupa de bebé, comprar as últimas coisas da mala da maternidade, ir buscar os papéis do abono, o berço, montar o berço, maxi cosi, montar a maxi cosi nas rodas, ...
recebo a newsletter do Parque da Gorongosa, na qual estou inscrita.
e pronto. vêm as cores africanas, vem o cheiro, o calor, aquele tempo sem relógio, e tudo fica mais relativo...

2.2.13

a semana em revista

 
Não tem sido fácil vir aqui ao estaminé dar-vos bolos e escritas... me desculpem, é o ritmo dos dias e as prioridades que nos atropelam. Vive-se eu em Pemba ou no Ibo e, não sei como aquilo acontecia, nada seria "para ontem", tudo se "ía fazendo".
Mas aqui, neste hemisfério, o tempo deve utilizar um relógio diferente, pois, já o africano, tinha eu dito, tem os relógios pendurados nos embondeiros, tal e qual um quadro do Dali.
 
Adiante!
 
Deixo-vos um resumo da semana, que é coisa também gira e rápida de se consumir e ler, e vá, distrair um pouco:
 
- O quarto do Martini Boy está quase, quase pronto e está lindo, lindo! Deixo-vos um pormenor da decoração. Ainda cheira bastante a tinta, e por isso, a minha super Paula, que tem sempre altas teorias do Universo, disse-me para cortar uma cebola em quartos, pô-la numa tigela com água e deixar ficar no meio do quarto. Fiz isso. Efectivamente o cheiro da tinta já não existe e agora temos um odor a cebola por toda a casa. Um encanto, parece que estamos em "modo refogado 24/7", um regalo para o olfacto como se pode imaginar.
 
- Finalmente parou de chover, vai dai desatei a fazer máquinas de roupa em barda! Que alegria. Cheguei ao fundo do cesto. Agora segue-se a roupa do pequeno, que estive durante horas a virar do avesso e a cortar etiquetas.
 
- Os cadernos da Lifestories, it takes 2, foram "apadrinhados" pela Maria Guedes, a Stylista, vejam o post AQUI ; entretanto a chuva e emails e pedidos foi uma loucura!
Esgotaram e tivemos de mandar vir 2ªedição : )
 
- Já diz o ditado, quem não chora... E é mesmo verdade! Depois do meu último post em que falo da Mustela, os senhores, tão simpáticos, não fazem mais nada e enviam-me mais embalagens daqueles cremes para casa, em jeito de agradecimento. Próximo passo: fazer uma tatuagem da Mustela no braço? : ) O M. já é, oficialmente, o elemento da casa com mais cremes por cm 2 de corpinho!  
 
 
- A Bimby voltou na 4ªfeira e na 5ªfeira, o computador! Os meus dois electrodomésticos fundamentais estão de regresso a casa.
 
- Levaram-me a conhecer uma coisa que se chama Kaiser. É uma pastelaria "à la française", é o que quiserem, só sei que cheira a pão bom e a bolos com amêndoa. Aquilo é um desastre pegado... E agora como abriu aqui pelos meus lados, na Rua do Carmo, é só aproveitar a boleia do 28 até ao Largo do Chiado e ir-me a rebolar até à porta. Medo!
 
E agora vou preparar a próxima semana, que inclui consultas, ecografias, lavar roupa do M., organizar trabalho da Lifestories, comprar o que ainda me falta, aulas de preparação parto, etc... e na 6ªfeira termino com um casamento no Hotel Ritz, em Lisboa. Apetece-me tanto, apesar do look de cilindro com duas pernas... O lugar, a mim, parece-me perfeito para um casamento de Inverno, e como nunca lá fui a um casamento, estou cheia de vontade!
 
Até já.