20.2.13

i'm a hippopotamus


Eu que, como sabeis, sou uma apaixonada pela natureza e pelos animais, comparo-me com uma autêntica fêmea de hipopótamo neste estado avançado de gestação em que me encontro.
De praticamente 36 semanas, estou um cilindro com duas pernas, sendo que há algum tempo que não tenho qualquer visão dos meus membros inferiores, apenas uns pezinhos de base quadrada e larga e uns tornozelos como os de um hipopótamo.
Rebolo-me, não tenho qualquer capacidade de me dobrar. Sonho com banhos de imersão, assim como o hipopótamo vive para estar dentro de água. Sentir esta barriga a flutuar seria estar nas nuvens, sendo que como não tenho banheira em casa, fico-me pelo sofá.
Perdi a capacidade de chegar aos meus pés; não os lavo, não os seco, não corto as unhas, não uso sapatos com atacadores, não quero saber.
Não chego ao prato, se estou a comer de tabuleiro no sofá, e não chego ao lava loiças na cozinha.
Não apanho coisas do chão, ficam lá até alguém as apanhar.
Não tenho agilidade para me sentar ou levantar.
Não respiro bem, apesar de arrotar como um homem.
O cérebro de um hipopótamo funciona melhor do que o meu, e a quantidade de comida que ingiro, nestes últimos dias, mais parece que tenho um hipopótamo dentro de mim.
Subo três andares de escadas e páro 10 vezes, assim como um hipopótamo numa aula de aeróbica.
Ressono, bocejo e faço tanto xixi como um hipopótamo.
Digamos que não me estou a queixar, mas admiro aquelas mulheres que acham que estar grávida é um estado de graça.
Para mim seria mas no Quénia, dentro do Rio Mara, com o corpinho e a cabeça dentro de água o dia todo. Só se safam as orelhinhas.


2 comentários:

macaca grava-por-cima disse...

é a recta final... tá quase!!! bjs

Anónimo disse...

Para a próxima vais para o tal rio do Qénia a fazer pandan com os outros hipopótamos.Alem disso acho que os joelhos dos hipopótamos até são bem rolíços.Acho mesmo que os hipopótamos teem um certo estilo ao andarem.