4.12.13

follow me!



 
Andei por dois dias a acompanhar um grupo de 10 russos que pela primeira vez visitavam Lisboa.
Nenhum deles era de Moscovo, três até vinham da Sibéria; da capital só mesmo a tradutora!
Passeamos por Sintra, Cabo da Roca, Cascais, Belém, Castelo, Baixa e Chiado.
A vista infinita do Palácio da Pena, o pôr do sol no Cabo da Roca, o mar e o sol absolutamente fantásticos, o cheirinho a pastéis de Belém acabados de fazer, a imponência de um Mosteiro que levou 100 anos a construir, os pavões vaidosos do Castelo de São Jorge a as ruas sirigaitas de Alfama, a ordem desordenada da Baixa e o charme da calçada, os poetas do Chiado e as castanhas do Rossio.
Foram dois dias em que fui turista na minha cidade e senti muito orgulho na nossa História, que é única: somos um País de descobridores, autênticos aventureiros, e de poetas. Nunca seriam duas coisas que se juntassem, mas connosco é mesmo assim. A mistura é bem improvavél, como seria ver um mega fogo de artifício no minuto em subimos ao Miradouro do Elevador de Santa Justa.
Mas a verdade, é que aconteceu!
Tiraram tantas fotografias durante dois dias, que pareciam estar num Safari a ver leões e elefantes.
Para eles, Lisboa é uma cidade branca, de telhados encarnados com mar e céu azul.
E assim, mais 10 russos deixaram o coração por aqui.
 
 
 


1 comentário:

mefipedro@gmail.com disse...

Boa tarde!

Adorei cada pormenor...a sua forma de escrever, acalma-me!

Bem-haja!