19.9.12







 

Conclusão: não fui à Manif!
É verdade, eu que estava tão feita para me juntar aqueles milhares e que depois adorei ver as fotos e as imagens no dia seguinte.
Mas a verdade é que o meu marido fez-me uma surpresa, o malandro! No sábado depois do almoço rumámos ao sul, à minha querida terra da Zambujeira do Mar que já me deixava tantas saudades...
Estava longe, longe de pensar que iria passar 3 noites fora de casa, num sítio ma-ra-vi-lho-so a Herdade do Touril, que há tantos e tantos anos conhecemos mas só agora experimentamos na pele a sensação de um serviço 6 estrelas, umas instalações fantásticas, um silêncio revigorante.
A Herdade do Touril é aquele tipo de sítio que dá um pão de quilo alentejano no final, antes de voltarmos a casa, que na casa de banho põe produtos da Damana e de onde conseguimos ouvir ao longe as vaquinhas a pastar na Herdade, que tem Nespresso e quilos de pardais a chilrear a manhã inteira.
É bom. Foi bom.
Sempre que me desloco para estas latitudes há um aumento de 300% de ingestão de pão alentejano. Torrado, fresco, só com manteiga, com doce, com queijo, no molho do arroz de peixe, com azeitonas, enfim...
E ainda visitamos as praias da nossa costa alentejana, tão agora famosas.
Acrescentamos mais uma ao nosso portfolio, a dos Aivados (junto a Porto Covo).
Linda, linda, linda. Sem concessão, permite levar o Flash, acessos fáceis, areal a perder de vista, mar perfeito.
O fresquinho da maresia já lá vai, agora  estou de volta ao calor da cidade, que eu já não aguento! (chega de Verão, venha o Outono que eu tanto gosto...)