3.3.12

nódoas negras

Esta 6ªfeira, pela manhã, acordei com umas 3 nódoas negras em cada perna. Uma especificamente no joelho. Dói.
Doem-me os braços, tenho as costelas doridas, os rins e o pescoço. Doem-me as plantas dos pés, a ponta dos dedos e os braços mais uma vez.
Ao fim de 40 dias caiu chuva em Lisboa. Ao final da tarde subi a Rua do Século, limpa e escorregadia, em passo apressado. Subi até aquele Largo que eu tanto gosto.
Virei na Rua da Academia das Ciências. Entrei na Escola Superior de Dança.
Subi um lance, dois lances. Caminhei por entre naves industriais, corredores imensos, paredes forradas em azulejo, pedaços do Palácio Marquês de Pombal, coisa pouco iluminada, quase sem alunos.
Dentro da sala, um feliz reencontro. Chão forrado naquele plástico duro e anti derrapante. Espelho ao fundo. Barras encostadas às paredes. Sacos, restos de sapatos, blusões e camisolas num canto. Música. A Filipa marca os tempos. Estamos numa aula de T.D Contemporânea.
Sinto-me tranquila e ao mesmo tempo viva. Sinto-me em elemento não-estranho. As marcas das sapatilhas no chão, o som da respiração dos bailarinos.
Posso ir dançar?
Podes.

Tenho 34 anos, deixei de fazer Ballet aos 15. Regressei há uns anos, enquanto aulas para adultos, mas voltei a interromper. A ESD tem um curso, o "ano zero", para os alunos que estão a preparar-se para entrar na Escola. É tudo miúdos com 18 anos, mas aceitam adultos que queiram fazer as aulas pelo simples prazer e gosto pela dança. Não há falsas ambições. Não irei fazer a audiência, mas há um gosto imenso pela dança.
Na próxima 2ªfeira regresso, desta vez para experimentar a T.D. Clássica.
Mais nódoas negras. Gosto tanto.

2 comentários:

Anónimo disse...

Bem Haja!.....ainda bem que esse gosto não foi interrompido!És a 3ª geração que gosta e sente a música no corpo.

Anónimo disse...

Fantástico! Como (realmente) somos todos diferentes, (e no fundo) todos iguais! O meu sonho de menina foi sempre ser bailarina... Tanto que eu dancei ao som do rádio, e depois ao som e à imagem dos videoclips que passavam na televisão a preto e branco...
Está na minha lista "a fazer" e às vezes quase que me esqueço disso: inscrever-me em aulas de dança. Obrigada por este lembrete!