3.6.13

 
Coisas que só se podem descobrir que se adora a partir do momento em que se é Mãe:
 
- eu poder chamar-lhe nomes fofinhos como bichinho, bolinha, passarinho, ...
- quando ele dá puns!
- quando está a mamar e de repente pára, olha para mim e ri-se que nem um perdido!
- vê-lo a dormir
- ouvi-lo a palrar
- ouvir a respiração no intercomunicador
- ouvir a chuchar na chucha
- as mãos e os pés
- os refegos das pernas
- o cheirinho
- a pele (suave, suave)
- saber que ele me conhece/ reconhece
 
...e por aí fora! A lista está a ficar cada vez mais extensa, porque todos os dias são coisas novas.
Há explosões de vida dentro dele e dentro de mim também!


1 comentário:

macaca grava-por-cima disse...

:-)

o nosso olhar reflectido no deles quando estão a mamar... inesquecível!!!