27.6.13

June Photo a day #27

Não é de hoje.
Foi tirada no dia 16 de Setembro de 2010, quando tinha feito 10 anos de casada.
É no Ibo.
O pôr do sol africano puro, dos mais bonitos que possam existir.
Uma última luz no céu que se apaga, mas regressa logo no dia seguinte.
O meu coração põe-se no mar e descansa, triste, magoado, cansado. De ferida aberta, pequenino, solitário, perdido.
Tenho dias piores. Tenho dias.
Hoje a noite trouxe-me melancolia, saudade, timidez na mágoa, solidão. E só podia imaginar um pôr do sol africano.
Não sei como se faz a partir do momento em que acaba o amor, assim como não sei o que acontece ao sol quando se põe.
Fico à espera, como fica este mar todas as noites que ele volte.
Mas o meu já não volta. E isso dói, como se o tivesse perdido para sempre.
Mas é a força da sua luz que me faz acreditar que ele possa um dia, mais tarde, renascer dentro de mim, sob a uma forma diferente, nova.
A estranheza dessa novidade assusta-me, mas dá-me a esperança do regresso.
Aguardo então.


Sem comentários: