19.12.12

A farda

Casaco azul tamanho 46
Camisa azul claro
Gravata azul escura
Cabide de arame
 
Jorge é nome de quem leva uma farda. E se farta dela.
Os 25 anos de serviço no posto da Alfândega tiraram o brilho do azul e arrancaram os botões e os berloques dourados.
Mais vale deixá-la pendurada num parquímetro do que ter de olhar para ela todos os dias. Alguém que a leve.
As calças ainda servem para usar com camisa e casaco ao Domingo.
Foi comprar camisas de poliéster e agora vai todos os dias às 9h30 da manhã para o café, ler "A Bola", ver quem passa, gozar a reforma. À tarde é jogo de cartas no Bingo.
Ao fim de semana continua a ir ao Rio pescar douradas, leva o canito e a mulher faz crochet dentro do carro.
Um homem não se quer em casa durante a semana, nem uma farda se quer fechada num armário.  

Sem comentários: