29.4.12

no dia mundial da dança



Ainda fui a tempo de ver este DOC na RTP2.
O Irlan passou do Complexo do Alemão, a favela mais mediática por todas as piores razões, no Rio de Janeiro, para o American Ballet Theatre em Nova Iorque.
Por duas razões: 1. adora dançar, é qualquer coisa que não consegue parar de fazer 2. teve uns Pais que na idade certa e na altura certa acreditaram nele e no seu talento.
Cada vez mais acredito que é na conjugação destas duas coisas que surgem os verdadeiros talentos, quando o dom natural de qualquer coisa muito especial e diferente, já lá existe dentro.
Amanhã, quase 30 anos depois, lá vou eu a caminho de mais uma aula de Ballet.
Nunca deixei de adorar dançar Ballet, os meus Pais sempre acreditaram nisso, mas faltou-me o que falta a 98% da população: um talento genuíno.
Os 2% estão reservados a muito poucos.
O Irlan é sem dúvida um deles e calhou nascer numa Favela.

Sem comentários: